Diário da Serra

BARRA DO BUGRES – Conselho Municipal de Saúde decidirá sobre projeto do hospital

Sergio Roberto / Enfoque Business 19/01/2022 Saúde

A reativação do hospital municipal de Barra do Bugres é prioridade

Hospital Municipal

O Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Barra do Bugres decidirá até a próxima semana sobre qual projeto será adotado para as obras de reformas do hospital municipal.

Segundo informações levantadas pela redação, o município já tem assegurado pelo governo recursos na ordem de R$ 8 milhões, sendo parte já em conta vinculada, mas as obras ainda não têm projeto definido.

Após reunião com o CMS e contato com o governo, a prefeita Maria Azenilda Pereira (MDB) foi informada que, na verdade, o município pode aproveitar um projeto já disponível pelo próprio Estado ou optar por um projeto próprio. Após esta definição, com deliberação pelo CMS, haverá o encaminhamento ao governo.

A reativação do hospital municipal de Barra do Bugres é prioridade, já que o município não conta com nenhuma unidade hospitalar público ou privada, tendo de encaminhar seus pacientes para o município vizinho de Arenápolis ou para unidades hospitalares da região metropolitana. Partos também são realizados fora da cidade.

Retorno ao Consórcio:

Na última sexta-feira, 14, foi confirmado o retorno de Barra do Bugres ao Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social, Ambiental e Turístico do Alto do Rio Paraguai (CIDES ARP). O retorno ocorreu após reunião entre a prefeita Maria Azenilda Pereira com o presidente do CIDES ARP, Jossimar José Fernandes, popular Zema, que é prefeito de Nortelândia.

Com o reingresso ao consórcio, o município terá apoio em políticas públicas nas áreas de turismo, meio ambiente, gestão de resíduos sólidos, iluminação pública, além de recuperação de estradas vicinais e pontes.

Após selar o retorno, a prefeita Azenilda Pereira ressaltou que a presença no consórcio resultará em benefícios em diversas áreas.

O município nunca deveria ter saído do consórcio. Isso fez com que a cidade perdesse muitos investimentos”,
observou a gestora.

(Colaborou: Rubens Leite/Barra do Bugres e Assessoria)



Notícias da editoria